Monografia de especialização em Design de Moda pela FUMEC

Recentemente conclui o curso de especialização em Design de Moda pela Universidade Fumec. Tive a oportunidade de fazer duas apresentações sobre o trabalho que pesquisei: primeiro, no IEPSI, Belo Horizonte, agosto de 2007 e depois, no 10º Festival Brasileiro de Patchwork e Quilt, Gramado, novembro de 2007.
Após estas apresentações, tenho recebido solicitações de várias pessoas para lerem o trabalho. Por isso resolvi publicar o trabalho neste blog. Você terá direito a leitura e a impressão.
Caso venha usar trechos do trabalho ou o trabalho como um todo, favor citar os devidos créditos. Após ler o trabalho, deixe seu comentário!

Entrelinhas do fazer feminino: patchwork e quilting como expressão não verbal.

Compartilhe este post

moda

Leia esses também

7 comentários

  1. 1

    Myriam Melo, parabéns pela dedicação e persistência. Faço patchwork a treze anos. Conheci você logo no começo do clube e é sensacional a maneira como você estruturou a casa. Precisei me afastar por um tempo dessa arte maravilhosa mas estou de volta e tenho procurado me aperfeiçoar a cada peça que confecciono. Costuro toda e qualquer peça de vestuário. Depois de ler sua monografia vi o quanto quero me aprimorar. Estou entre dois cursos para o vestibular, tenho lido todos os artigos e feito pesquisas mil nessa área criativa. Gosto muito do Jung, acho que ele acessava o psicológico feminino com muita maestria. Assisti um filme, baseado em fatos reais, contando uma das primeiras esperiências do Jung na psicologia, envolvendo uma mulher (paciente) pela qual ele se apaixona ao descobrir o quanto ela estava a frente do seu tempo. Sensacional. Gostei demais da maneira como você teceu a estória do patchwork. Uma das superstições com a qual me identifiquei foi " quando alguém está doente é preciso envolve-la com a colcha …" . O amor é revigorante.
    Caso tenha um espaço, gostaria muito de trabalhar com você e aprender muito mais.

  2. 2

    Oi xará,

    que bom que vc gostou do meu trabalho. Não deixe para depois seus estudos, vá em frente é muito bom.

    Quanto a estrutura da casa é muito trabalhosa e estou pensando em buscar um modo mais simplificado. O tempo passa e não temos mais a mesma força de antes.

  3. 3
  4. 4

    Myrinha…A VIDA É MESMO UMA COLCHA DE RETALHOS E QUANTO MAIS VELHA, MAIS ACONCHEGANTE…Cada retalhinho é um fragmento da vida, composto por diferentes cheiros e sensasões. Que saudades!Preciso recosturar alguns retalhos: para isso, mande-me notícias de vc. E por onde anda Simone Villani? Bjs saudosos.
    Silvia Diniz

  5. 5

    Myrinha…A VIDA É MESMO UMA COLCHA DE RETALHOS E QUANTO MAIS VELHA, MAIS ACONCHEGANTE…Cada retalhinho é um fragmento da vida, composto por diferentes cheiros e sensações. Que saudades!Preciso recosturar alguns retalhos: para isso, mande-me notícias de vc. E por onde anda Simone Villani? Bjs saudosos.
    Silvia Diniz

  6. 6
  7. 7

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *