Exposição Árvore, Plante esta idéia!

Árvore é um grande símbolo da vida. A sua importância para a sobrevivência do Planeta, me fez desejar esta exposição em conjunto com minhas alunas.  Estamos vivendo um momento, em que cada vez mais precisamos incentivar a preservação das florestas e mananciais. E nada melhor que a Arte feita de fibra vegetal, como o algodão e trabalhada pelas mãos de algumas mulheres, não todas, para expressar o nosso sentimento. Deixar “Arvorar” como fez Jaroslava Dopitová com tecidos de sua sogra guardados por tempos e tempos, “Reiventando a Vida” como fez Maria do Carmo Assis Lage com suas árvores crochetadas e cheias de botões.  Árvore toda “Florada de Ipês” como quis representar a Walkíria Juliani dos Santos, a floração que vemos por Minas e por tantas estradas brasileiras.  As lembranças de infância vieram representadas pela “Árvore da minha infância” de Maria José Toledo que fez o Quilt todo à mão e usou o bordado como uma aquarela. Conceição Cabral nos trouxe os “Frutos da Infância”, onde ela resgatou as brincadeiras ao pé de uma frondosa Mangueira em sua cidade natal. Copas de árvore que acolhem que partilham sua sombra, seus frutos e dão seu carinho como expressa Andrea Vasconcelos no seu Quilt “Árvore da Criação”, que feitas de mãos, tecem e destecem… Eu, Myrian Melo, quis representar a “Seiva da Vida” que é ceifada com tanta ambição e descontrole e mesmo assim brota do chão que resta e cresce frondosa.  E se torna forte como o “Carvalho” que deseja tocar os céus, como deseja Cristiane Juliani Santos. O desejo de ser Árvore, talvez. Mas de se enfeitar, se encher de frutos e de folhas e se tornar a própria “Mãe Terra”, maravilhosamente representado por Magda Barros. Tocar os céus e alcançar a força do Criador e poder verter sobre o Planeta, mais uma vez, um sopro, um broto e “Recomeçar”, foi a intenção da Simone Queiroga com seu pequeno Quilt em um sopro de Deus.   
 
As fotos abaixo, foram feitas pelo fotógrafo Douglas Trancoso e Giovana Mazzochi, no 14º Festival Brasileiro de Quilt e Patchwork em Gramado.      
                                                                  
 
    Frutos da Infância | Conceição Cabral
Prêmio Juri Popular no 14º Festival Brasileiro de Quilt e Patchwork de Gramado
 Arvorar | Jaroslava Dopitová
3º lugar estreante no 14º Festival Brasileiro de Quilt e Patchwork de Gramado
Mãe Terra | Magda Barros
 Árvore da Criação | Andrea Vasconcelos
 Recomeçar | Simone Queiroga

 Reinventando a Vida | Maria do Carmo Assis Lage

 Árvore da Minha Infância | Maria José Toledo

 Florada dos Ipês | Walquíria Juliani Santos
 Carvalho | Cristiane Juliane Santos
Seiva da Vida | Myrian Melo
Agradeço a todas as alunas que participaram desta mostra em Gramado. Agradeço aos organizadores do 14º Festival Brasileiro de Quilt e Patchwork de Gramado, pela oportunidade de mostrarmos nosso trabalho. Quando os Quilts retornarem a BH faremos esta Mostra em nossa cidade. Aguardem!!!
 

Compartilhe este post

alunas

Leia esses também

3 comentários

  1. 1
  2. 2
  3. 3

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *