A importância do fazer feminino

Freud escreveu que “Parece que as mulheres fizeram poucas contribuições para as descobertas e invenções na história da civilização; no entanto, há uma técnica que podem ter inventado – trançar e tecer”. (FREUD, 1976, v.22, p.162)

Concordo com Freud quando diz que tecer e trançar é uma contribuição que a mulher pode ter inventado, porém esta não foi uma pequena contribuição e sim uma grande contribuição que nós, mulheres, temos deixado para a sociedade.

Basta olharmos para a história com sensibilidade para ver o quanto a mulher trançou vidas e teceu histórias, porém numa linguagem sem palavras.

O que você pensa sobre isso? Você faz algum tipo de trabalho têxtil? Deixe sua opinião.

Compartilhe este post

atelier

Leia esses também

3 comentários

  1. 1

    sim concordamos com Freud, também quando ele fala dos antagonismos necessários para a contrução da identidade. Não existe o fio pra tecer sem o arar da terra e o cultivar da planta.

    Sabemos da importância do foco no feminino pois ficou muito tempo na obscuridade, por isso é tão importante relembramos nossa contribuição na história, não que isso nos faça pensar que somos maiores ou melhores, somos tanto, quanto.
    Parabéns pelo seu blog, esta lindo.

  2. 2

    Isso mesmo Andreia! É muito bom receber sua opinião, principalmente vindo de uma designer com a sua competência. (Confira o site dela e veja que estou falando a verdade http://www.imagodesign.com.br).
    Você sabe o quanto o fazer feminino é importante. Pela sua trilha por estas Minas Gerais e agora pelo Brasil ajudando a artesãs melhorarem seus produtos.

  3. 3

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *